POESIA PARA MUDAR O MUNDO - 2015 - BLOCOS ONLINE
Jania Souza

JANIA SOUZA - Escritora, poeta, declamadora, artista plástica, nascida em Natal/RN, Brasil. Tem ativa participação no movimento literário de sua cidade e do seu país. Em sua obra encontra-se registrado um toque sutil de erotismo e realismo com predominância de um profundo pensamento crítico revestido pela metáfora poética, social e humana. Publica literatura infantil; infanto-juvenil, poemas, crônicas, contos. Sócia de entidades culturais: SPVA/RN (fundadora); AJEB/RN; UBE/RN; APPERJ; Clube dos Escritores de Piracicaba; Poetas Del Mundo; Associação Poemas à Flor da Pele; Movimento Virarte; Abrace; Academia de Letras do Brasil (Seccional Bahia); Varal do Brasil. Participação em coletâneas nacionais e internacionais. Participação no Conselho Municipal de Cultural e no Fundo Municipal de Cultura do Município de Natal em três gestões, tendo sido eleita pelo Fórum Municipal de Cultura. Encontra-se em Blocos Online. Livros publicados: "Rua Descalça"/2007; "Fórum Íntimo"/2009; "Magnólia, a besourinha perfumada"/2009; "Entre Quatro Paredes"/2011, publicado em Portugal; "Calle Descalza"/2013, publicado na Argentina; "Lápis & Boca, Sentimento"/2014; "Nossa Morada"/2014; "O Menino e o Cavalo"/2014; "O Dia em que o Boi Falou"/2014. Blog: http://www.janiasouzaspvarncultural.blogspot.com
janiasouza@uol.com.br

Estado de Paz

Enquanto a chaga da discriminação
Não for curada na consciência humana
Não haverá sobre a terra
Um jardim florido com amor e tolerância.

Guerras trucidarão vidas
Ódio exterminará esperança
União continuará a ser utopia
No coração da civilização.

O cosmo só será coberto de glória
No dia em que a humanidade
Entender que paz se constrói
Com respeito à dignidade
Das diferenças humanas.

Nem dinheiro nem fome
Nem luxo nem pobreza
Olhos verão a essência
De cada ser humano.

Só resta ao ego do homem
Refletir sobre seus atos
Só haverá sobreviventes
Se houver estado de paz.

Jania Souza
Capa
Créditos