POESIA PARA MUDAR O MUNDO - 2015 - BLOCOS ONLINE
Marcelo Benini

MARCELO BENINI - Nasceu em 1970 na cidade de Cataguases, Minas Gerais, e hoje vive em Brasília. Lançou seu primeiro livro em 2010: "O Capim Sobre o Coleiro" (poesia / edição do autor). Em 2012 lançou "O Homem Interdito" (crônica / editora Intermeios – SP). Foi publicado na Alemanha pela fundação Lettrétage, na antologia "Wir sind bereit". Tem poemas e crônicas publicados em diversos sites de literatura do Brasil, América Latina, Portugal e Espanha. Em 2014 lançou "Fazenda de Cacos" (poesia / editora Intermeios–SP). Contatos pelo Facebook: https://www.facebook.com/ocapimsobreocoleiro
marcelobenini@gmail.com

O senhor palhacinho

O abstrato traje do senhor palhacinho
Espalha na calçada milhares de bolas vermelhas
Como um pintor que desfigura o sinal de trânsito
O senhor palhacinho pede trocados
Tudo é branco em agosto
Os meninos chutam sem parar as bolas vermelhas
As imensas bolas vermelhas passam sobre os carros
Um homem estende a mão com algumas moedas
Tudo é desfigurado em agosto
Uma bola vermelha atinge uma senhora
Alguém grita por socorro
Os homens da polícia recolhem todas as bolas vermelhas
De volta ao macacão branco do senhor palhacinho
Tudo é ternura em agosto.

Desistencialismo

Faz tantos anos que no tronco da árvore
Coreografadas por um perverso
As abelhas voam em círculos

Nada podem contra o sol graciliano
Esse lastimável estado de validez
Essa indelével mandíbula fraturando delicadezas

As asas cortadas nos quedaram mansos passarinhos
Acedemos em cair
Em passar longamente caindo pela vida

No peito trago rubra caliandra
Gesto sanguíneo contra o azul
Só eu vejo os passarinhos que me habitam.

Marcelo Benini
Capa
Créditos